Será reintegrado Bancário que foi demitido por Justa Causa

Será reintegrado Bancário que foi demitido por Justa Causa

Bancário foi demitido por justa causa do Banco da Amazônia sob alegação de que emprestava dinheiro para os clientes.

Por isso, ingressou, representado pelo Escritório de Advocacia Sousa Advogados, com reclamação trabalhista com objetivo de declarar nula a sua demissão

Durante a instrução processual ficou claro que o bancário não auferiu nenhuma tipo de vantagem e que a pena aplicada foi desproporcional, assim como agiu com atitude altruísta e solidária com os clientes.

Saiba sobre nulidade de justa causa: Clique Aqui

Por isso o Juízo da 2ª Vara do Trabalho de Macapá, condenou o banco ao pagamento do que o trabalhador deixou de receber até a sua volta ao banco, mais 40 mil em danos morais e reintegrar em 15 dias da data da sentença (21/09/2020).

Destaca-se os seguintes trechos da sentença:

Assim, se é certo que o reclamante violou os regramentos internos da instituição, também é certo que não o fez com o desiderato de obter vantagem financeira ou mesmo de causar prejuízo ao reclamado. (…)

Ora, no momento em que o país atravessa crises de todo gênero, incluindo uma de ordem moral, pautada na ideia de que todos querem se dar bem à custa alheia, é até louvável a atitude altruísta e solidária do autor, conforme se depreende dos autos, muito embora pouco recomendável dentro de uma instituição financeira. (Grifo nosso)