Empregado doméstico é aquele que presta serviços de finalidade não lucrativa à pessoa ou família, na residência, em mais de 2 (dois) dias por semana.

Esse foi o conceito elaborado pela Lei Complementar 150/2015, que define os direitos desses profissionais.

Por conta disso, diferente do que muita gente pensa, o Empregado Doméstico não é apenas aquele que ‘arruma a casa’ e cozinha, mas qualquer um que preste um serviço sem fim lucrativo no ambiente residencial.

Saiba Mais sobre reconhecimento de vínculo: Clique Aqui

O que é Serviço Sem Fim Lucrativo?

É todo aquele prestado sem enriquecer uma pessoa ou empresa. Diferente do trabalho do vendedor, pois quando vende gera lucro para o seu empregador, o empregado doméstico tem a sua função do lar do seu patrão, o auxiliando e a sua família em seu cotidiano.

Profissionais que podem ser Empregados Domésticos e nem saber

Os jardineiros, babás, motoristas privados, vigias, são todos considerados empregados domésticos! 

Quais os direitos dos empregados domésticos?

Tem direito a carteira de trabalho assinada, jornada de trabalho de oito horas diárias, com intervalo para repouso e alimentação que poderá variar entre uma ou duas horas. 

Além disso, se o seu patrão exige horários de trabalho que ultrapassem oito horas diárias, você deverá receber horas extras de acordo com tempo excedente trabalhado.

Bem como os adicionais referentes aos feriados e domingos trabalhados, bem como também as viagens que faz com a família do empregador, a serviço.

Ainda, tem direito, a salários mensais iguais ou superiores ao valor do mínimo legal vigente, não podendo receber menos do que isto.

O empregador ainda é obrigado a lhe pagar seu 13º salário, realizar o recolhimento de FGTS e o pagamento de 1/3 do salário do empregado no caso de atraso nas férias e salário família.

O diarista tem algum direito?

Não. O diarista é um prestador de serviço e não possui uma relação de emprego com o contratante. No entanto, pode ser empregado doméstico e não sabe!

Se você trabalha, mesmo sem carteira assinada, mais de duas vezes por semana habitualmente, recebe ordens da pessoa que o contratou e não pode mandar alguém no seu lugar, não é apenas um diarista, mas um empregado doméstico.

Sendo assim, poderá reclamar por todos aqueles direitos citados anteriormente, inclusive o reconhecimento de vínculo.

Empregado doméstico que mora na casa onde trabalha pode descontar algo do meu salário?

Não! É vedado ao empregador doméstico efetuar descontos no salário do empregado por fornecimento de alimentação, vestuário, higiene ou moradia, bem como por despesas com transporte, hospedagem e alimentação em caso de acompanhamento em viagem.

Nas férias, o trabalhador pode ainda optar por permanecer na casa ou viajar para algum outro lugar, sem nenhuma restrição.

Empregado Doméstico Tem Direito ao PIS?

Não. Para ter direito ao PIS é necessário trabalhar para uma empresa, o que não é o caso dos empregados domésticos.

Empregado Doméstico tem Direito ao Seguro Desemprego?

Sim. Na verdade, terá direito a todas as verbas rescisórias. No caso do seguro-desemprego para os empregados domésticos, o valor será pago por um período de três parcelas.

Advogado Online INSS

Lorem ipsum H2

Lorem Ipsum H3

Lorem Ipsum H4

Lorem Ipsum H5
Lorem Ipsum H6

Lorem Ipsum

Lorem Ipsum H3

Lorem Ipsum